19 3871 0546 / 3869 5654
casadacriancavalinhos@hiway.com.br

Informativos

Família Acolhedora Valinhense realiza encontro com nova temática

Evento apresenta as diferenças do acolhimento institucional e o acolhimento familiar

A Casa da Criança de Valinhos apresenta os temas que serão abordados nos próximos encontros promovidos pela instituição, neste mês e no segundo semestre. Cada evento terá um convidado especializado para desenvolver as temáticas discutidas. No próximo dia 29 de junho, serão debatidos as modalidades de acolhimento e os benefícios a todos os envolvidos no Serviço de Acolhimento Familiar. 

Capacitação das Famílias

O serviço de acolhimento familiar de Valinhos desenvolvido pela Casa da Criança, em parceria com Secretária de Assistência Social do município, capacita novas famílias para atuar de forma a atender as demandas da cidade, conforme explica a coordenadora Silvana Miranda.

“Temos uma equipe técnica multidisciplinar preparada para habilitar as novas famílias cadastradas e também para manter as pessoas já inscritas sempre atualizadas e alinhadas aos objetivos do Serviço de Acolhimento Familiar. Assim como na sociedade, há mudanças importantes acontecendo. Na convivência familiar não é diferente, é necessária uma série de pesquisas sociais para ampliar o entendimento dos momentos contemporâneos vivenciados por cada criança ou adolescente. É preciso entender o contexto e expectativas de todos os envolvidos para equacionar as questões”.

Temas dos encontros

Neste mês, o calendário de encontros do Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos apresenta o evento que terá como tema central a diferença entre o acolhimento familiar e o acolhimento institucional. O encontro será realizado no dia 29 de junho, às 19h30, em plataforma on-line. Adriana Simões, coordenadora da Casa da Criança, formada em serviço social e especializada em gestão de projetos e sistemas, fará a explanação sobre todas as vertentes do universo do acolhimento. 

Para os eventos do segundo semestre foram reservados temas com abordagem didática para a atuação no Serviço. Serão discutidas as realidades que perpassam pelo papel da educação no acolhimento familiar e da violência doméstica contra crianças e adolescentes.

Acesso aos eventos

Os interessados no evento podem acessar o link aqui , nas redes sociais da instituição ou solicitar mais informações por e-mail: familiaccava@gmail.com, através do telefone (19) 3829-3410 ou WhatsApp (19) 98367-0113.

Leia mais

Páscoa também é sinônimo de solidariedade

Morador de Valinhos doa à Casa da Criança ovos com mensagens personalizadas

Um gesto de solidariedade pode marcar positivamente a vida das pessoas. Foi pensando nisso que Rodrigo Teixeira, engenheiro, morador de Valinhos, decidiu com sua família escrever bilhetes com mensagens personalizadas a serem entregues com alguns ovos de Páscoa à Casa da Criança de Valinhos.

A instituição foi apresentada por amigos. Na sequência, Rodrigo, que mora há pouco tempo na cidade, foi pesquisar as informações e ficou surpreso com a história e atuação da Casa da Criança na cidade, além do reconhecimento por meio também de selos e prêmios nacionais, atestando a idoneidade dos trabalhos desenvolvidos.

Para Rodrigo, a ideia principal do gesto é mobilizar a família, educar e conscientizar a importância da empatia e da cidadania. “Nossos três filhos ficaram muito animados com a ideia de escolher ovos de Páscoa, comprar, escrever cartinhas com o nome de cada criança, doar a uma instituição tão próxima da gente, que cuida da nossa comunidade. Eles fizeram questão de escrever pessoalmente cada bilhete, colocando os nomes das crianças, como se estivessem escrevendo a um amigo próximo. Assim assinaram sinalizando que era somente um carinho dos amigos Isabela, Clara e Lorenzo. Mesmo que a doação seja simbólica, sem qualquer interesse próprio, o importante é conscientizar e plantar o bem, motivar a solidariedade para que possam agir assim a vida inteira. Acreditamos que cada um fazendo um pouco, juntos a sociedade poderá fazer muito mais”, relata o apoiador da Casa da Criança.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para Anélio Zanuchi, fundador da instituição, essa doação da família Teixeira o fez lembrar de uma experiência pessoal muito tocante, de décadas atrás. “Eu estava num supermercado aqui em Valinhos fazendo minhas compras, quando de repente uma senhora me chamou pelo nome. Eu olhei e me lembrei daquela senhora, pois todas as famílias eram cadastradas. Ela estava com a filha dela, que aparentava ter pouco mais de 30 anos, e me perguntou se eu sabia quem era ela. Logicamente, não me lembrei. Aquela moça veio ao meu encontro, me deu um abraço apertado e começou a chorar, e me disse: olha, eu rezo todos os dias pro senhor há mais de 30 anos. Eu tava doente por causa daquele ovo da Xuxa e o senhor me deu naquele sábado, véspera do Domingo de Páscoa. Jamais me esqueci do senhor. Meu eterno muito obrigado. Eu também nunca vou me esquecer dessa família”, recordou.

A instituição destaca que normalmente as pessoas podem apoiar os trabalhos desenvolvidos de várias formas, durante as campanhas, eventos, doando suas horas como voluntários, produtos, dinheiro e serviços. Neste momento, as ações estão restritas e adaptadas à pandemia. A Casa da Criança informa que segue contando com o apoio de todos para oferecer suporte emocional e financeiro, garantindo a qualidade dos atendimentos realizados.

“Agradecemos muito essa doação do Rodrigo Teixeira, da sua família e de outros doadores que também quiseram oferecer um carinho a mais nessa Páscoa às nossas crianças. São gestos muito significativos e acolhedores. Sabemos que as ações de envolvimento tocam muito o lado solidário. Nosso muito obrigado também ao apoio de todos que colaboraram na campanha do “Bolo de Páscoa”. Neste momento tão delicado e importante que o mundo vivencia precisamos contar com a solidariedade para superar juntos mais esta fase. Desejamos uma ótima Páscoa a todas as famílias, com boas reflexões e cuidados com a saúde. Esperamos em breve estar todos cada vez melhores e ainda mais unidos.”, salienta Adriana Simões, coordenadora da Casa da Criança.

Os interessados em apoiar os projetos da Casa da Criança de Valinhos podem entrar em contato pelo telefone 19 3871-0546, acessar o site casadacriancadevalinhos.org.br e realizar doações via PIX com a chave: 546983030001.

Leia mais

“Desenvolvimento de Infâncias” é tema de debate

Serviço de Acolhimento Familiar promove encontros mensais sobre diversos assuntos  

Com temas inéditos e especialistas convidados, o Serviço de Acolhimento Familiar promove mensalmente encontro de Famílias Acolhedoras cadastradas e inscritas no Serviço. No último encontro, promovido no dia 8 de março, a psicóloga Renata Gentile, do Núcleo Perspectivas, abordou o tema “Desenvolvimento de Infâncias”.

A Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, responsável pelo projeto, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, explica que o objetivo dos eventos é promover um espaço para troca de experiências entre famílias acolhedoras e proporcionar ao grupo apoio, escuta mútua e a formação continuada com temas pertinentes a crianças e adolescentes e o acolhimento familiar.

“Cada evento é uma oportunidade única, com temas exclusivamente voltados à realidade do Serviço de Acolhimento Familiar. Neste último evento conseguimos nos aprofundar sobre a essência do desenvolvimento de infâncias. A participação da psicóloga Renata Gentile, da nossa equipe e integrantes da Família Acolhedora foram decisivos para a troca de experiências e conhecimento. Conseguimos ampliar as perspectivas para compreender a criança, a infância em suas diversas características, bem como olhar para o papel de quem cuida”, explica Silvana Miranda, coordenadora do Serviço de Acolhimento Familiar da Casa da Criança.

TROCA DE SABERES E EXPERIÊNCIAS

Em parceira com a Casa da Criança desde 2008 e com o Serviço de Acolhimento Familiar deste 2017, a psicóloga Renata Gentile, facilitadora do evento, atua como supervisora clínica institucional de serviços de acolhimento, do Núcleo Perspectivas, com foco no trabalho de formação e capacitação de psicólogos que trabalham no Sistema Único de Assistência Social – SUAS.

“Admiro o compromisso da Casa da Criança na luta pela garantia dos direitos da infância.  Há tempos acompanho o trabalho consistente e implicado na reflexão sobre a prática das equipes que compõem os programas. Considero fundamentais esses espaços de troca, aprendizado mútuo e reflexão para que o trabalho nas diferentes formas de acolhimento possa ganhar em qualidade”, conta Renata Gentile, psicóloga facilitadora do evento.

A psicóloga complementa a importância da família acolhedora e dos educadores em geral, ao considerar cada criança como única, buscando conhecer suas características, necessidades, interesses e desejos. “Quando um adulto se propõem a compreender a criança em sua singularidade contribui para que ela possa se envolver com ela mesma e com o mundo e assim se desenvolver de forma saudável e criativa. Considero fundamental os espaços como o que realizaram no último dia 8, nos quais os participantes possam ampliar a concepção sobre infância, refletir sobre educação e acolhimento e trocar saberes e experiências”

PRÓXIMO EVENTO

O próximo evento do Serviço de Acolhimento Familiar será aberto ao público, realizado em abril (data a ser confirmada) também na modalidade on-line, nas plataformas digitais da instituição, com o tema “A Importância da parceria do Poder Público e a Sociedade Civil no Serviço de Acolhimento Familiar” e terá a participação da Secretária da Assistência Social, Tathiane Boldarini de Camargo.

Os interessados nos eventos e em se tornar Família Acolhedora podem obter mais informações, acessando o site www.casadacriancadevalinhos.com.br , podem registrar o interesse em se inscrever nas capacitações por meio do e-mail:  familiaccava@gmail.com ou através do telefone (19) 3829-3410 ou pelo WhatsApp (19) 98367-0113.

Leia mais

Capacitação para educadores dos serviços de convivência da cidade

Casa da Criança oferece evento de atualização com a palestrante Eliane Castro

Para acompanhar as demandas crescentes dos educadores, a Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos promove evento aberto aos profissionais dos serviços de convivência da cidade interessados em discutir as possibilidades de ofertar conteúdo de qualidade, atrativo aliado às tendências e recursos digitais. O evento, que leva a temática “O Papel do Arte Educador no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Ser Educador em tempos de Pandemia”, será realizado no dia 19/03, às 9 horas, via vídeo conferência.

INOVAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO

Em busca de constante inovação e aperfeiçoamento, a Casa da Criança de Valinhos aponta a necessidade de valorizar a troca de experiências, a criatividade e o acesso aos recursos tecnológicos para as atividades remotas, como conta a psicóloga do Janela Aberta – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da instituição, Taynara Souza.

“A intenção deste evento é compartilhar conhecimentos e soluções com os educadores interessados em se aprimorar nas questões mais latentes neste momento de distanciamento social. Vamos discutir como fazer com que o melhor conteúdo chegue de forma acessível as crianças, adolescentes e suas famílias. Como podemos ampliar o apoio aos assistidos de forma cada vez mais eficiente e prática. Falar sobre a atuação do educador é muito importante, eles estão na linha de frente, precisamos fomentar a preparação e dar suporte atualizado a todos os profissionais, incluindo às questões digitais tão presentes na sociedade”, explica Taynara Souza.

UNIÃO DE FORÇAS E TROCA DE CONHECIMENTO

Educadora com experiência de mais de 10 anos, formada em Muselogia, pela Universidade da Bahia, especialista em Supervisão e Orientação Educacional e com licenciatura em letras, Eliane Castro, facilitadora do evento, atua como gestora de projeto hub de cidadania ativa na Casa Hacker, e também como articuladora territorial em áreas carentes da região metropolitana de Campinas.  Para Eliane, este é o momento de motivar e fortalecer os educadores em suas frentes de trabalho.

“Este é momento de união de forças e troca de conhecimento. O cenário que vivenciamos requer fortalecimento, apoio às fragilidades em busca de superação junto aos educadores, assistidos e familiares. O contato humanizado, mesmo por meio digital ou remoto com atividades enviadas, se faz ainda mais fundamental e requer atenção às inovações que a tecnologia pode oferecer. É preciso revisitar os nossos conhecimentos, o que somos e como atuamos para reverberar de forma efetiva nas vidas das pessoas”, explica Eiane Castro.

Para participar da capacitação “O Papel do Arte Educador no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Ser Educador em tempos de Pandemia” é necessário confirmar o interesse pelo email: psico.jaccava@gmail.com Depois é só aguardar para receber o link do evento.

Os interessados em apoiar os projetos da Casa da Criança de Valinhos podem entrar em contato pelo telefone 19 3871-0546 e acessar o site casadacriancadevalinhos.org.br.

 

Leia mais

Bolo de Páscoa da Casa da Criança tem gotas de chocolate e tradição

Centenas de crianças são apoiadas na tradicional campanha de Páscoa 

Presente na tradição brasileira e em boa parte do mundo, a Colomba Pascal é um alimento que simboliza a paz e pode ser compartilhado no café da manhã ou após as refeições. A Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, como nos anos anteriores, apresenta a oportunidade da população valinhense apoiar a instituição e se deliciar com o Bolo Sonho de Páscoa com a família e amigos. O famoso bolo com gotas de chocolate é produzido pela Casa Suíça, que há décadas produz doces comemorativos. As vendas já começaram e cada unidade tem o valor de R$28,00.

Com referências históricas, há uma lenda em que um rei, na Europa, na região da Itália do século VI, desistiu de um importante combate após ganhar um bolo em formato de pomba, simbolizando a paz entre os povos. A partir de então, o bolo de páscoa representa a paz, a união e a força que a sociedade pode mobilizar em prol de um bem maior.

Precisamos do apoio de todos

Para o fundador e presidente da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, Anélio Zanuchi, o Bolo de Páscoa representa o sonho de um futuro melhor para muitas crianças.

“Nossa prioridade e preocupação é com o bem-estar e com o futuro de centenas de crianças e adolescentes. Este Bolo Sonho de Páscoa simboliza o nosso sonho de garantir os direitos das crianças, que estejam todas amparadas e acolhidas da melhor forma possível. Há mais de 28 anos, trabalhamos arduamente, com muito amor. O Bolo Sonho de Páscoa chega em boa hora, pois precisamos do apoio de todos nesta campanha que carrega a causa de amor e paz”, conta Anélio Zanuchi, fundador da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos.

A embalagem do Bolo Sonho de Páscoa foi estilizada pelo renomado e premiado artista plástico Rogério Pedro, o mesmo que aplicou a sua arte nas latas dos panetones da instituição em 2020.

Os representantes de empresas, famílias e organizações podem garantir o Bolo Sonho de Páscoa por meio dos telefones (19)3871-0546 ou (19) 3869-5654.

Leia mais

Colaboradores deixam a Casa da Criança mais colorida

Mãos na tinta para deixar a vida das crianças mais alegre

Como fazer a manutenção de casa em tempos de pandemia? A Casa da Criança de Valinhos optou por não expor os acolhidos a convivência com outras pessoas para protegê-los ao máximo e evitar o contágio da Covid-19. No entanto, a manutenção se fez necessária. Por iniciativa dos próprios colaboradores da instituição decidiram revitalizar todas as áreas de uso das crianças e adolescentes pintando as paredes e mobiliário com as tintas Coral, doadas no ano passado.

Ao idealizar a pintura, os educadores, a supervisora e o motorista da Casa pensaram em como iniciar o trabalho, sem interferir na rotina das crianças. Assim elaboraram um plano, com cronograma e etapas cumpridas por cada um. Neste processo, o envolvimento dos acolhidos foi considerado fundamental para aprovarem até a escolha das cores e tons a serem trabalhados, assim como a logística para não prejudicá-los em nada, pois alguns são asmáticos e alérgicos, como conta a supervisora dos educadores, Ana Lúcia Freitas Cruz.

COR, CARINHO E CUIDADO

“Cada etapa do projeto de pintura do acolhimento foi pensada para que as crianças sentissem que se tratava de mais um carinho, um cuidado para com elas também. Elas participaram escolhendo as cores, na preparação de algum detalhe e na finalização, com a decoração final dos ambientes. Eles permaneceram em outros cômodos até a conclusão da pintura do local. Ficaram ansiosos, principalmente para ver como ficariam os quartos. A aprovação e animação foi muito gratificante para todos. Este trabalho foi altamente motivador e uniu ainda mais a nossa equipe. Todos de uma forma especial puderam contribuir para este resultado tão positivo”, conta Ana Lúcia.

O projeto de pintura do acolhimento foi iniciado em dezembro para que pudessem usufruir de uma melhor decoração natalina nas salas de uso comum. Assim prepararam as paredes com antecedência e depois realizam a pintura nos tons de bege. Já os quartos foram ser pintados neste ano, cada dormitório recebeu uma cor previamente acordada com os acolhidos nos tons claros de azul, verde, lilás e amarelo. No decorrer da pintura identificaram a necessidade de revitalizar também alguns móveis como beliches, mesas de apoio, cômodas, portas, prateleiras e até quadros. Outras áreas, como jardim interno e corredores, também receberam mãos de tinta.

SOMOS UMA FAMÍLIA

Para Marlene Santana, educadora do acolhimento, participar desta ação envolve emoção e comprometimento para com todos. “Acredito que aqui seja diferente do mundo corporativo, sentimos que podemos fazer parte da vida das crianças com gestos de cuidados até com o ambiente em que convivemos. Ficamos tão empolgados para deixar a Casa ainda mais bonita para os acolhidos e consequentemente para nós, colaboradores, que vivemos aqui com eles boa parte do tempo, festejamos juntos Natal, Ano Novo, aniversários e muitas datas importantes. Assim, sentimos que a instituição é o nosso segundo lar, somos como uma família mesmo. As crianças se sentiram valorizadas e amparadas com o nosso carinho, presente em cada detalhe, foi um presente, uma conquista de todos”.

O próximo projeto do acolhimento da Casa da Criança de Valinhos contemplará a instalação de uma horta suspensa ou vertical no quintal da instituição para que todos possam plantar e colher verduras, legumes e frutas.

Os interessados em apoiar os projetos da Casa da Criança de Valinhos devem ligar 19 3871-0546 ou acessar o site casadacriancadevalinhos.org.br.

 

 

Leia mais

Empatia e conectividade na nova pedagogia do acolhimento institucional

Com programação inédita, a Casa da Criança de Valinhos lança atividades personalizadas

Estratégias pedagógicas inovadoras são adotadas no acolhimento da Casa da Criança de Valinhos. Para ampliar os benefícios a crianças e adolescentes que convivem com a realidade de morar transitoriamente na instituição, novas atividades e ações estratégicas são implantadas. Em tempos de pandemia, sem previsão exata para a retomada da convivência social tradicional, a organização apresenta uma programação precursora, personalizada, com novas atividades sócio culturais, incluindo cursos inéditos para atender os anseios dos acolhidos.

Em busca de uma programação coletiva e também individualizada, dentro dos protocolos de saúde, a instituição informa que os acolhidos terão na programação o tempo dirigido para utilizar as salas de estudo adaptadas simulando ambiente escolar, oportunidades de realizar cursos remotos como designer de games, teatro ao ar livre, aulas de música, dança, informática, considerando também mais tempo de leitura antes de dormir e tempo livre para desenhar, jogar na quadra, brincar de amarelinha, descansar e momentos para a socialização com os colegas e educadores da Casa.

Sonhos e expectativas individuais dos acolhidos

Com um repertório de mais de 22 anos de experiência nas áreas da educação, filosofia e formação de educadores, a pedagoga Jacqueline Gimenez atua no acolhimento da Casa da Criança de Valinhos com o foco em ampliar a autonomia, autoestima e a empatia dos acolhidos. Entre as atuações, a colaboradora aponta a importância de incluir a conscientização dos direitos e do respeito dos mesmos na sociedade.

“A nova programação é desenvolvida pela equipe técnica e principalmente acolhendo as ideias, sonhos e expectativas individuais dos acolhidos. Resgatamos e valorizamos o tempo para o diálogo, para que possam realizar a autorreflexão sobre suas histórias de vida. Valorizamos a oralidade, sem pressa. Acreditamos que isso poderá apoiar na autonomia, autoestima e na empatia a ser construída diariamente. Cuidamos para que a agenda deles seja equilibrada, qualificando o tempo deles com novas descobertas. Assim como em qualquer casa, onde as famílias estão tendo mais convivência e se preocupam em ocupar bem o tempo, nós estamos buscando isso, de forma cada vez mais leve e assertiva. Cuidar do agora, para que não seja somente um tempo de medo de doenças, mas também de realização de sonhos, de encontros marcantes e felizes”, conta a pedagoga do acolhimento, Jacqueline Gimenez.

A pedagogia é aplicada na instituição durante as 24 horas

Os educadores da Casa da Criança realizam o acompanhamento em tempo integral. A pedagogia é aplicada na instituição durante as 24 horas de convivência, como relata a pedagoga Jaqueline. “Conduzimos os processos pedagógicos com os educadores desde a rotina matinal, passando pelas atividades programadas, até o momento de dormir. A pedagogia trabalha de forma integrada com a psicologia para entender e lidar melhor com essa rotina diária. O nosso grupo de educadores é muito precioso para a instituição. Eles que estão no contato direto com os acolhidos, dedicamos tempo para oferecer o suporte necessário, apoiando o trabalho deles.”

Para a pedagoga da Casa, a sociedade pode contribuir mais com o processo de inclusão social dos acolhidos desconstruindo as ideias preconcebidas sobre eles. “Preparamos as crianças e adolescentes para o convívio social saudável. Enquanto sociedade, precisamos percebê-los com um olhar mais humanizado, de forma construtiva apresentando oportunidades e suporte para essas novas gerações, desassociada da história pregressa de cada um. Todos podem ter a chance de reconstruir suas vidas e com apoio e respeito todos poderão se perceber e se fortalecer como sujeitos de direito, de responsabilidade, de vivencias salutares”, conclui Gimenez.

 

Os interessados em apoiar os projetos da Casa da Criança de Valinhos devem ligar 19 3871-0546 ou acessar o site casadacriancadevalinhos.org.br.

Leia mais

“Acreditaram no meu filho e isso fez toda diferença”

A família é envolvida nos projetos e atividades da Casa da Criança

 

“Quando a maioria já não acreditava mais no meu filho foi a Casa da Criança que me estendeu as mãos para mudar definitivamente a vida dele e também de toda a família para muito melhor. Deus sabe o quanto chorei e sofri antes de tudo mudar”, explica a mãe, Silvia Candido da Quinta.

Foi com esta declaração espontânea que a Casa da Criança foi reconhecida pela mãe de um dos inscritos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Janela Aberta.

Criando quatro filhos, Silvia conta que o filho de 11 anos realizou importante tratamento médico, passou por algumas escolas e grupos de apoio sem sucesso, pois entendiam que ele não se desenvolveria e também não se adaptaria aos trabalhos educativos propostos. Foi quando recebeu o encaminhamento para inscrever o filho nas atividades do Janela Aberta, da Casa da Criança.

Esperança

Com diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), a família já descrente de apoio para o filho, após alguns meses de atividades, de três a cinco vezes na semana, toda família e até mesmo a escola passou a identificar a evolução no desenvolvimento e no comportamento do Daniel.

“A Casa da Criança faz com que os pais também participem do processo de adaptação e evolução dos filhos. Participo de reuniões, atividades e projetos. Ele já fez diversas atividades como informática, artes, futebol, violão, música e até ioga, coisa que eu nunca iria imaginar meu filho fazendo. E mais que isso, os educadores cuidam amorosamente, identificam qual atividade as crianças têm mais afinidade e que poderá contribuir com o desenvolvimento delas. Atualmente, ele praticamente não precisa mais de remédios, só está com muita saudade dos educadores e amigos e, claro, está ansioso para a volta das atividades presenciais. Hoje, até já sonha com seu futuro como desenvolvedor na área de tecnologia e games”, explica a mãe.

Durante a pandemia o acompanhamento semanal é realizado on-line, pelas mídias sociais, telefone, whatsapp e por meio dos projetos com a entrega de kits de atividades, produtos e alimentos para a família.

Leia mais

Chegou a hora da Super Pizza da Casa da Criança

Ação solidária conta com pizza gigante com muito mais sabor e cobertura

Quando chega o fim de semana, a família brasileira já pensa no prato mais consumido no mundo, a pizza. O Brasil é o segundo país que mais come pizza, perde somente para os Estados Unidos. No dia 20 de fevereiro, a cidade de Valinhos poderá se deliciar com uma pizza especialmente preparada para a primeira campanha do ano em apoio aos projetos da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos.

Neste ano, a instituição informa que as pizzas estão maiores e com mais cobertura, pesando 900 gramas. Os valinhenses terão também mais variedades para escolher, incluindo as pizzas doces. Esta edição conta com oito diferentes sabores:

  1. Americana – massa, molho de tomate, muçarela, presunto, requeijão, ervilha, milho, azeitonas e orégano);
  2. Calabresa – massa, molho de tomate, calabresa fatiada, requeijão, azeitonas e orégano);
  3. Muçarela – massa, molho de tomate, muçarela, tomate fatiado, requeijão, azeitonas e orégano;
  4. Portuguesa – massa, molho de tomate, muçarela, presunto, calabresa fatiada, cebola, ervilha, requeijão, azeitonas e orégano;
  5. Frango com requeijão – massa, molho de tomate, muçarela, peito de frango desfiado, cebola, requeijão, azeitonas e orégano;
  6. Vegetariana – massa, molho de tomate, muçarela, ervilha, milho, tomate picado, requeijão, azeitonas e orégano.
  7. Queijo com goiabada
  8. Brigadeiro – massa, chocolate derretido com chocolate granulado

Para Claudiney Generoso, que atua como Família Acolhedora da Casa da Criança, a ideia é apoiar os trabalhos desenvolvidos na instituição, mas também aproveitar para reunir a família em momento solidário, com sabor e qualidade garantida.

“A pizza da Casa da Criança é ótima, saborosa e o que achamos mais importante: tem uma causa muito nobre por trás! Nós compramos e indicamos!  Vamos apoiar também vendendo pelo menos 10 unidades aos nossos amigos e familiares. Todos podem contribuir para um futuro melhor”, incentiva Claudiney Generoso.

As pizzas terão preço único R$ 28,00. Os interessados poderão encomendar e retirar no formato drive thru, entre 14 e 17 horas, na Rua Campos Salles, 2188, bairro Jardim América II, em Valinhos. Informações pelo telefone (19) 3871-0546 e WhatsApp 19 98996-4311.

Toda arrecadação será revertida diretamente aos trabalhos da instituição que, há 28 anos, contribui com transparência e qualidade reconhecida nacionalmente, com o objetivo de proteger e desenvolver as crianças e adolescentes da região.

Leia mais

Família Acolhedora tem demandas duplicadas e atendimentos garantidos

Neste ano, o Serviço de Acolhimento Familiar, desenvolvido pela Casa da Criança de Valinhos em parceria com a Secretária de Assistência Social do município, tem em sua programação eventos híbridos para divulgar a importância da atuação da sociedade. Além da Semana Família Acolhedora, evento oficial da cidade, previsto para ser realizado de 10 a 15 de maio, a instituição informa que serão organizados outros seminários e reuniões em diferentes formatos para que os interessados possam participar com segurança e a interatividade necessária.

TRABALHOS INTENSIFICADOS

No segundo semestre de 2020, o Acolhimento Familiar recebeu uma demanda cinco vezes maior que a marca registrada no início do ano. Por força da pandemia da Covid-19, foram realizados pontualmente novos atendimentos e transferências do Acolhimento Institucional. Preparados para atender à necessidade do munícipio, o serviço atuou previamente, nos meses anteriores, para habilitar novas famílias acolhedoras.

A equipe da Casa da Criança de Valinhos, que opera especialmente na linha de frente do Serviço de Acolhimento Familiar, soma no ano mais de 12 mil horas trabalhadas para promover a proteção das crianças e adolescentes da cidade. A instituição conta para este trabalho com áreas essenciais como psicossocial (psicologia, serviço social), administrativa, logística e limpeza.

SEGURANÇA E PROTEÇÃO

“Atuamos com atendimento humanizado e de qualidade para garantir a convivência familiar, em ambiente seguro, com pessoas habilitadas para promover o bem-estar e cuidados necessários dessas crianças e adolescentes que já passaram por algum tipo de violação de direitos. Contamos com uma equipe profissional multidisciplinar e também de apoio que se dedicam intensamente na manutenção do serviço. Cada atividade é fundamental para o cumprimento das etapas que compõem o processo de acolhimento familiar. A atuação exige muito além do preparo técnico, contamos com a identificação de cada membro desta rede, temos clara a missão de ofertar um futuro melhor às famílias envolvidas. Programamos para este ano eventos para que a sociedade valinhense possa receber as informações e ter mais oportunidades de construir um futuro promissor para as crianças e adolescentes”, explica a assistente social, Thais Amaral.

Em tempos em que ainda não há previsão de término da pandemia, a coordenação do serviço ressalta que além de todos os benefícios do Acolhimento Familiar no que tange o desenvolvimento integral da criança, trata-se da opção mais segura para proteção contra a COVID-19, uma vez que é possível permanecer com contato somente naquele núcleo familiar.

Para obter mais informações sobre o Acolhimento Familiar e fazer parte desta história, os interessados podem acessar o  site www.casadacriancadevalinhos.org.br, se inscrever nas capacitações por meio do e-mail:  familiaccava@gmail.com ou telefone (19) 3829-3410.

Leia mais